Domingo, 16 de Março de 2008

Ameijoas à Bulhão Pato

ameijoas.jpg


Pois é....a minha cozinha está cheia de pó! Há muito tempo que aqui não vinha, mas hoje, alguém reclamou que precisou de uma receita de ameijoas, veio aqui...e nada!!

Para essa pessoa em especial, aqui deixo esta receita, que apesar de ser velhinha e vulgar, é para mim, uma das melhores formas de cozinhar (e comer) ameijoas!

Para 4 pessoas:

1,5 Kg de ameijoas ( a ameijoa negra é a melhor)
10 dentes de alho
1 ramo de coentros
1 dl de azeite
1 limão
pimenta preta ou piri-piri (facultativo)


As ameijoas, já devem estar limpas de areia (se estiverem vivas, põem-se dentro dum tabuleiro com água com bastante sal, durante 24 horas aproximadamente, e elas vão limpando).

Numa frigideira grande, põem-se os alhos a alourar no azeite, juntamente com metade do molho de coentros. Quando os alhos estiverem douradinhos, juntam-se as ameijoas, e deixam-se "fritar", no azeite até abrirem. Quando estiverem abertas, retiram-se do lume, polvilham-se com o resto dos coentros picados, e regam-se com o sumo do limão.

Quem gosta de picante, pode borrifá-las com piri-piri...ou com pimenta preta.

Servem-se bem quentes!

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 03:33

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (1) | favorito
|
Sexta-feira, 4 de Agosto de 2006

Esparguete com gambas

massa.jpg


Faço este prato regularmente, porque além de ser económico, é fácil, rápido de fazer e muito apreciado por quem o come!


Para 4 pessoas:

750 gr de gamba média
1 pacote de esparguete de 250 gr.
1 caldo Knorr de marisco
1 cebola grande
1 molho de coentros
4 colheres de sopa de azeite
5 dentes de alho
3 colheres de sopa de polpa de tomate
água e sal para cozer as gambas


Numa panela, cozem-se as gambas, em água temperada de sal, mas sem ser em excesso, e onde se junta o caldo de marisco.

Quando as gambas estiverem cozidas, retiram-se da água, e reserva-se esta.

Descascam-se as gambas, e se forem grandinhas, podem partir-se ao meio, e reservam-se.

Num tacho grande, faz-se um refogado, com a cebola, o azeite, a polpa de tomate, os alhos, e metade do molho de coentros.

Quando a cebola estiver lourinha, junta-se a água de cozer as gambas em quantidade suficiente para cozer a massa, sem que fique com excesso de caldo. Assim que levantar fervura, junta-se a massa, e mexe-se.

Quando esta estiver cozida, juntam-se as gambas, mexe-se tudo mto bem, e polvilha-se com o resto dos coentros picados.

Está pronta a servir.

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 19:19

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (3) | favorito
|
Sábado, 1 de Abril de 2006

Arroz

arroz.jpg


Hoje, e a pedido de várias familias (que por acaso já comeram muitas vezes arroz feito por mim, ehehehheh!!) deixo-vos aqui a receita base da confecção de arroz.

Curiosamente, muita gente tem dificuldade em cozinhar arroz, de forma a que fique inteiro, solto, ou malandrinho mas rijinho.
É extremamente fácil, se seguirem à risca estas dicas.

Cá vai!

Tendo em conta que a água é a parte mais importante na cozedura do arroz, temos de ter em mente, que é esta, que regula todo o processo. Por isso, muita atenção à água, pois serão obrigados a calcular a sua quantidade a "olho"!

Peguem na panela de pressão (sim, essa mesma, a de pressão!), e piquem lá para dentro, uma cebola, e uns 3 dentes de alho. Juntem umas 4 colheres de sopa de azeite, e deixem refogar um pouco, até a cebola estar douradinha.

Juntem o arroz (pré-lavado, ou não, conforme preferirem, e na quantidade que entenderem), e misturem-no bem com o refogado. Mantenham-no assim, mexendo sempre, durante 1 minuto. Depois, e aqui está todo o segredo, juntem água até cobrir o arroz, mas sem estar muito acima do nível deste. Ou seja, a água que cobrir o arroz, deve estar sensívelmente 1 dedo (2cm?) acima do nível do arroz. Temperem com sal e pimenta a gosto, mexam tudo, e fechem a panela.

Assim que esta apitar, apaguem o lume, mas mantenham-na fechada. Abram-na ao fim de 7 minutos, e vão ver que o arroz está solto, rijinho, como manda " a lei"!

Esta receita de arroz branco, é a base de qualquer arroz seco e solto. Se optarem por outro arroz qualquer, basta que juntem o ingrediente escolhido ao refogado, antes de adicionarem o arroz (tomate, cenoura, ervilhas, etc, etc)

Bom apetite!!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 00:53

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (4) | favorito
|
Terça-feira, 17 de Janeiro de 2006

Feijoada à transmontana (à minha moda)

feijoada1.JPG


Olá a todos! Bom ano!

Bom, como está frio, e há muito que não vinho aqui, deduzo que estamos no inverno...e assim sendo, aqui deixo uma receita "leve", típicamente invernosa, de uma feijoada à transmontana "à minha moda" (sem chispes , couratos , orelhas e afins) para vos aquecer as barrigas!


Para 6 pessoas:

1 chouriço de carne de boa qualidade
1 farinheira (pessoalmente, prefiro as alentejanas)
1 morcela de assar
400 gr de toucinho magro entremeado
750 gr de carne de porco limpa (se for da perna, melhor, porque é menos seca)
2 cenouras
1 couve lombarda , ou couve coração
2 cebolas
4 dentes de alho
2 colher de sopa de polpa de tomate
4 colheres de sopa de azeite
1 Lt de feijão manteiga cozido
sal q.b.

Costumo cozer a farinheira, com a morcela, tendo o cuidado de espetar um palito nas extremidades da farinheira, para que não rebente.
Cozo as carnes com metade do chouriço, até estarem tenras, e claro, temperadas com sal.

Num tacho grande, picam-se as cebolas e os alhos, e refogam-se um pouco em azeite.
De seguida, junta-se a polpa do tomate, a outra metade do chouriço inteira, e deixa-se cozinhar um bocadinho em lume baixo, e com o tacho tapado.
Quando o refogado estiver "lourinho", junta-se a carne de porco, o toucinho (préviamente cozidos), e as cenouras cortadas às rodelas finas. Deita-se um copo da água de cozer as carnes, tapa-se o tacho e deixa-se uns 10 minutos, em lume brando.

Entretanto, a couve que já deve estar arranjada e escaldada, é adicionada ao preparado, e deixa-se cozer até estar tenra. Se necessário, acrescentar mais um pouco da água de cozer as carnes.
Finalmente junta-se o feijão, os enchidos cortados às rodelas, mexe-se tudo mto bem, deixa-se ficar ao lume mais uns 10 minutos para apurar,(tacho destapado) e está pronta.

Acompanha com arroz branco solto.

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 14:16

link do post | Prove um bocadinho | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Outubro de 2005

Sobremesa de maçã

maçã.JPG


Querem uma sobremesa deliciosa, rápida e saudável?? Cá vai:

Receita para 6/8 pessoas

2 Kg de mação reineta
1 kg de maçã golden
1 kg de maçã starking
6 colheres de sopa de acúçar (se for amarelo, melhor)
2 paus de canela.


Descascam-se as maçãs, retira-se-lhes as sementes, e partem-se em gomos finos, para dentro de um tacho.
Juntam-se os paus de canela, e o açucar.
Regam-se com 2 dl de água, tapa-se o tacho, e deixam-se cozer, em lume brando, mexendo de vez em quando.

Quando a maçã estiver desfeita, e com uma cor acastanhada, está pronto.
Põe-se numa tigela grande, e guarda-se no firgorífico.
Servir bem fresco.

É delicioso, e mto saudável!

Bom apetite...
cozinhado por Tia Rute tia rute às 03:30

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (3) | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Agosto de 2005

Feijoada de marisco

feijoada de marisco.JPG


Há muito que não deixava aqui uma receita. Hoje lembrei-me desta, porque a fiz, e comi, e quero que também a comam!!


Receita para 6 pessoas:


500 gr de gambas/camarão
1 sapateira de 1,5 kg aproximadamente
300 gr de ameijoa negra
300 gr de mexilhão fresco
300 gr de berbigão fresco
500 gr de lulas frescas
1 chouriço de boa qualidade
2 cebolas
3 dentes de alho
2 colheres de sopa de polpa de tomate
2 dl de azeite
sal, pimenta q.b.
1 ramo de coentros
2 latas de feijão manteiga, ou feijão branco

Cozem-se os mariscos em água com sal a gosto, e reservam-se. A água tb se reserva. Arranja-se a sapateira, normalmente,e descascam-se as gambas, reservando umas 100 gr. com casca para decorar.

Num tacho, pica-se a cebola, os alhos, metade do molho de coentros, atado, e refogam-se um pouco no azeite. Quando a cebola estiver lourinha, junta-se o chouriço inteiro, mas golpeado, as lulas, e a polpa de tomate. Deixam-se refogar durante uns 10 minutos (se começar a pegar, deitar um pouco da água da cozedura dos mariscos). Findos os 10 minutos, adiciona-se um copo de água do marisco, e deixam-se cozer as lulas, em lume brando, e tacho tapado.

Quando as lulas, estiverem tenras, retira-se o chouriço do tacho, corta-se as rodelas,e volta a juntar-se aos restantes ingredientes. Depois, junta-se o feijão, e acrescenta-se água da cozedura do marisco a gosto (cerca de 1/2 lt). Deixa-se o feijão cozinhar naquele caldo (uns 15 minutos), até o molho engrossar um pouco. Finalmente, juntam-se todos os mariscos, mexe-se bem, e deixa-se ao lume, mais uns 5 minutos. Apaga-se o lume, picam-se os restantes coentros, e polvilha-se a feijoada.

NOTA IMPORTANTE: a sapateira, deve ser misturada, com as patas separadas, mas inteiras, e trinchadas préviamente.
Será também conveniente, que acompanhem a feijoada, com arroz branco, seco e solto.

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 03:37

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (4) | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Maio de 2005

Tomates recheados

tomate.JPG



Mais um petisco excelente, para todo o ano, mas, não sei porquê, só me dá para o fazer, de verão!
Espero que gostem.

Receita para 6 pessoas

2 tomates médios, ligeiramente maduros /pessoa
6 dentes de alho
2 cebolas grandes
1 lata de cogumelos laminados
300 gr de carne de vaca picada (também se pode usar carne de porco, borrego, ou ave)
1 pimento verde (cortado em quadradinhos pequeninos)
3 cenouras (raladas)
1 alho francês (cortado em rodelas muito finas)
1 dl de azeite
sal e pimenta a gosto
12 folhas de hortelã, e 2 ovos cozidos esfarelados, para decorar

A primeira coisa a fazer, é cortar a parte de cima aos tomates, tipo "criar uma tampa", e retirar-lhes 2/3 de polpa, mas de maneira a que fiquem inteiros. Reservam-se.

Num tacho, refoga-se ligeiramente as cebolas picadas com os alhos, no azeite.
De seguida, misturam-se todos os ingredientes, (incluindo a polpa retirada aos tomates) e deixa-se estar em lume brando, até a carne apurar.

Quando todos os ingredientes estiverem cozinhados, e apuradinhos, retiram-se do lume, e recheiam-se os tomates com o preparado.

Levam-se ao forno, bem quente, para alourar, e cozinhar os tomates que se reservaram.

Quando estiverem cozinhados (tem de se ter atenção, para que não se desfaçam), retiram-se do forno, polvilham-se com os ovos cozidos desfeitos, e em cada um deles, coloca-se uma folha de hortelã.

Servem-se quentes, acompanhados de uma boa salada, e arroz branco.

Bom apetite!!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 15:01

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (4) | favorito
|

Bacalhau saloio

bacalhau saloio.JPG

Pois é, o verão aproxima-se, e com ele, vem o cheiro a grelhados no carvão. Hummm..
Este bacalhau,é um dos meus preferidos, e um prato muito bom, para comer no verão.


Receita para 6 pessoaS:

6 postas de bacalhau
30 batatas novas, pequenas (uma média de 5 /pessoa)
1 pimento grande
10 dentes de alho
1 ramo grande de coentros
3 dl de azeite

Enquanto se acende o lume (a carvão), lavam-se muito bem as batatas, e cozem-se durante uns 7 minutos, com a pele, e temperadas de sal. Quando estiverem semi-cozidas, escorrem-se e reservam-se.

Assim que o lume estiver bom para cozinhar, põe-se o pimento a assar.
De seguida, põem-se as batatas na grelha, e deixam-se assar, até começarem a abrir (se o fogareiro, ou barbecue, for grande, pode começar a assar-se o bacalhau juntamente com as batatas)

Arranja-se o pimento, e corta-se em tirinhas muito finas.

Se não se assou o bacalhau, está na hora de o pôr na grelha.
Assim que estiver assado, tira-se pele e espinhas, e desfia-se em lascas grossas.

Numa travessa grande, põem-se as batatas e o bacalhau.

Depois, picam-se os coentros, que se irão deitar por cima do bacalhau, juntamente com as tiras de pimento.

Finalmente, fervem-se os alhos no azeite, até fcarem levemente dourados.
Rega-se o bacalhau, com o azeite e os alhos.
Está pronto a servir.

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 14:35

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (3) | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Maio de 2005

Manjar de príncipe

manjar1.JPG


Mais um doce da região dos meus avós.
Lembro-me de o comer essencialmente em casamentos e baptizados. é delicioso!


1 Kg de abóbora amarela
300 gr de amêndoa pelada e ralada
100 gr de amêndoa laminada (para polvilhar no final)
6 gemas de ovos
2 ovos inteiros
peso de açúcar igual ao peso da abóbora, depois de cozida e escorrida
1,5 dl da água de cozer a abóbora

Coze-se a abóbora, e escorre-se muito bem. Aproveita-se 1,5 dl dessa água, para fazer o ponto de açúcar.

Num tacho, põe-se o açúcar ao lume, com a água, até fazer ponto de pérola, leve. (o ponto de pérola está feito, qdo, molhamos uma colher na calda, e ao deixar escorrer para cima de um pires, se forma uma bolinha)

De seguida, junta-se a abóbora, a amêndoa ralada. e mexe-se muito bem, para não deixar pegar ao fundo do tacho. O lume deve estar brando.

Quando o doce, começar a secar, e a fazer uma estradinha no fundo do tacho, retira-se do lume, deixa-se arrefecer um pouco, e misturam-se os ovos, préviamente batidos, mexendo muito bem.

Volta ao lume, mais uns 5 minutos, e está pronto.

Deita-se em tacinhas individuais, e polvilha-se com a amêndoa laminada.
Deixa-se arrefecer, e está pronto a servir.

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 16:16

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (7) | favorito
|

Encharcada ou charcada

encharcada.JPG

( foto do restaurante Aqueduto, em Évora )


Para os muito gulosos, que não têm problemas hepáticos!

É um doce muito apreciado, mas que, na minha opinião, só se pode comer em pequenas quantidades. Caso contrário, torna-se muito enjoativo.

E já agora, aproveitando o facto, de ser um doce confeccionado com muitos ovos, explico o porquê. dos doces daquela região, levarem, normalmente, muitos ovos:

Conta a história, que os produtores de vinho da região, clareavam o vinho com claras de ovo. Não sei qual seria o processo utilizado, mas parece que as claras serviam mesmo para clarear os vinhos. As gemas que sobravam, eram oferecidas aos conventos, que abundavam por lá.

E assim, surgiram as receitas conventuais, repletas de ovos!

Os frades, além de gulosos, eram muito criativos! E ainda bem! Deixaram-nos um legado de doces, de se lhe tirar o chapéu!

E agora, cá vai:

18 gemas + 6 ovos inteiros
500 gr de açúcar
2 dl de água
canela para polvilhar


Numa frigideira de ferro grandinha, (preferencialmente), leva-se o açúcar com a água ao lume, até fazer um ponto leve (ponto de fio).

Enquanto isso, batem-se muito bem os ovos com as gemas, de preferência com uma faca.

Assim que o açúcar estiver no ponto desejado, juntam-se os ovos, tendo o cuidado de ir deitando a partir do centro, em forma circular, até encher a frigideira.

Depois, enquanto o doce coze, vai-se picando muito bem com um garfo, por forma a cozer bem, todo ele, e fazer com que a calda de açúcar entranhe nos ovos.
Com uma espatula, vai-se afastando o rebordo do doce, para evitar que pegue à frigideira.

Demora cerca de 10 minutos a cozer.
Quando estiver com o aspecto de uma omeleta, está pronto.

Nota importante: deve ficar com calda! Não se deve deixar secar demasiado.

De seguida, polvilha-se com canela, e leva-se uns 5 minutos a forno forte, para alourar ligeiramante.

Escorre-se para um prato grande e fundo, e deixa-se arrefecer!
Está pronto.

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 15:51

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (4) | favorito
|

.mais sobre mim

.Debicar neste blog

 

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.gulodices recentes

. Ameijoas à Bulhão Pato

. Esparguete com gambas

. Arroz

. Feijoada à transmontana (...

. Sobremesa de maçã

. Feijoada de marisco

. Tomates recheados

. Bacalhau saloio

. Manjar de príncipe

. Encharcada ou charcada

.Arcas frigoríficas

. Março 2008

. Agosto 2006

. Abril 2006

. Janeiro 2006

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds