Sexta-feira, 27 de Maio de 2005

Tomates recheados

tomate.JPG



Mais um petisco excelente, para todo o ano, mas, não sei porquê, só me dá para o fazer, de verão!
Espero que gostem.

Receita para 6 pessoas

2 tomates médios, ligeiramente maduros /pessoa
6 dentes de alho
2 cebolas grandes
1 lata de cogumelos laminados
300 gr de carne de vaca picada (também se pode usar carne de porco, borrego, ou ave)
1 pimento verde (cortado em quadradinhos pequeninos)
3 cenouras (raladas)
1 alho francês (cortado em rodelas muito finas)
1 dl de azeite
sal e pimenta a gosto
12 folhas de hortelã, e 2 ovos cozidos esfarelados, para decorar

A primeira coisa a fazer, é cortar a parte de cima aos tomates, tipo "criar uma tampa", e retirar-lhes 2/3 de polpa, mas de maneira a que fiquem inteiros. Reservam-se.

Num tacho, refoga-se ligeiramente as cebolas picadas com os alhos, no azeite.
De seguida, misturam-se todos os ingredientes, (incluindo a polpa retirada aos tomates) e deixa-se estar em lume brando, até a carne apurar.

Quando todos os ingredientes estiverem cozinhados, e apuradinhos, retiram-se do lume, e recheiam-se os tomates com o preparado.

Levam-se ao forno, bem quente, para alourar, e cozinhar os tomates que se reservaram.

Quando estiverem cozinhados (tem de se ter atenção, para que não se desfaçam), retiram-se do forno, polvilham-se com os ovos cozidos desfeitos, e em cada um deles, coloca-se uma folha de hortelã.

Servem-se quentes, acompanhados de uma boa salada, e arroz branco.

Bom apetite!!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 15:01

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (4) | favorito

Bacalhau saloio

bacalhau saloio.JPG

Pois é, o verão aproxima-se, e com ele, vem o cheiro a grelhados no carvão. Hummm..
Este bacalhau,é um dos meus preferidos, e um prato muito bom, para comer no verão.


Receita para 6 pessoaS:

6 postas de bacalhau
30 batatas novas, pequenas (uma média de 5 /pessoa)
1 pimento grande
10 dentes de alho
1 ramo grande de coentros
3 dl de azeite

Enquanto se acende o lume (a carvão), lavam-se muito bem as batatas, e cozem-se durante uns 7 minutos, com a pele, e temperadas de sal. Quando estiverem semi-cozidas, escorrem-se e reservam-se.

Assim que o lume estiver bom para cozinhar, põe-se o pimento a assar.
De seguida, põem-se as batatas na grelha, e deixam-se assar, até começarem a abrir (se o fogareiro, ou barbecue, for grande, pode começar a assar-se o bacalhau juntamente com as batatas)

Arranja-se o pimento, e corta-se em tirinhas muito finas.

Se não se assou o bacalhau, está na hora de o pôr na grelha.
Assim que estiver assado, tira-se pele e espinhas, e desfia-se em lascas grossas.

Numa travessa grande, põem-se as batatas e o bacalhau.

Depois, picam-se os coentros, que se irão deitar por cima do bacalhau, juntamente com as tiras de pimento.

Finalmente, fervem-se os alhos no azeite, até fcarem levemente dourados.
Rega-se o bacalhau, com o azeite e os alhos.
Está pronto a servir.

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 14:35

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (3) | favorito
Segunda-feira, 16 de Maio de 2005

Manjar de príncipe

manjar1.JPG


Mais um doce da região dos meus avós.
Lembro-me de o comer essencialmente em casamentos e baptizados. é delicioso!


1 Kg de abóbora amarela
300 gr de amêndoa pelada e ralada
100 gr de amêndoa laminada (para polvilhar no final)
6 gemas de ovos
2 ovos inteiros
peso de açúcar igual ao peso da abóbora, depois de cozida e escorrida
1,5 dl da água de cozer a abóbora

Coze-se a abóbora, e escorre-se muito bem. Aproveita-se 1,5 dl dessa água, para fazer o ponto de açúcar.

Num tacho, põe-se o açúcar ao lume, com a água, até fazer ponto de pérola, leve. (o ponto de pérola está feito, qdo, molhamos uma colher na calda, e ao deixar escorrer para cima de um pires, se forma uma bolinha)

De seguida, junta-se a abóbora, a amêndoa ralada. e mexe-se muito bem, para não deixar pegar ao fundo do tacho. O lume deve estar brando.

Quando o doce, começar a secar, e a fazer uma estradinha no fundo do tacho, retira-se do lume, deixa-se arrefecer um pouco, e misturam-se os ovos, préviamente batidos, mexendo muito bem.

Volta ao lume, mais uns 5 minutos, e está pronto.

Deita-se em tacinhas individuais, e polvilha-se com a amêndoa laminada.
Deixa-se arrefecer, e está pronto a servir.

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 16:16

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (7) | favorito

Encharcada ou charcada

encharcada.JPG

( foto do restaurante Aqueduto, em Évora )


Para os muito gulosos, que não têm problemas hepáticos!

É um doce muito apreciado, mas que, na minha opinião, só se pode comer em pequenas quantidades. Caso contrário, torna-se muito enjoativo.

E já agora, aproveitando o facto, de ser um doce confeccionado com muitos ovos, explico o porquê. dos doces daquela região, levarem, normalmente, muitos ovos:

Conta a história, que os produtores de vinho da região, clareavam o vinho com claras de ovo. Não sei qual seria o processo utilizado, mas parece que as claras serviam mesmo para clarear os vinhos. As gemas que sobravam, eram oferecidas aos conventos, que abundavam por lá.

E assim, surgiram as receitas conventuais, repletas de ovos!

Os frades, além de gulosos, eram muito criativos! E ainda bem! Deixaram-nos um legado de doces, de se lhe tirar o chapéu!

E agora, cá vai:

18 gemas + 6 ovos inteiros
500 gr de açúcar
2 dl de água
canela para polvilhar


Numa frigideira de ferro grandinha, (preferencialmente), leva-se o açúcar com a água ao lume, até fazer um ponto leve (ponto de fio).

Enquanto isso, batem-se muito bem os ovos com as gemas, de preferência com uma faca.

Assim que o açúcar estiver no ponto desejado, juntam-se os ovos, tendo o cuidado de ir deitando a partir do centro, em forma circular, até encher a frigideira.

Depois, enquanto o doce coze, vai-se picando muito bem com um garfo, por forma a cozer bem, todo ele, e fazer com que a calda de açúcar entranhe nos ovos.
Com uma espatula, vai-se afastando o rebordo do doce, para evitar que pegue à frigideira.

Demora cerca de 10 minutos a cozer.
Quando estiver com o aspecto de uma omeleta, está pronto.

Nota importante: deve ficar com calda! Não se deve deixar secar demasiado.

De seguida, polvilha-se com canela, e leva-se uns 5 minutos a forno forte, para alourar ligeiramante.

Escorre-se para um prato grande e fundo, e deixa-se arrefecer!
Está pronto.

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 15:51

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (4) | favorito
Sexta-feira, 13 de Maio de 2005

Sopa alentejana ou Açorda d'alho

sopa alentejana.JPG


Aqui está mais uma receita alentejana, talvez uma das mais conhecidas.
Na região de Lisboa, chamam-lhe sopa alentejana. No alentejo,(mais concretamente na terra dos meus avós) chamam-lhe, açorda d'alho.

E muito fácil, e rápida de confeccionar.

Para 6 pessoas:

8 dentes de alho
1 ramo grande de coentros
sal
1,5 de água
6 ovos (se contarmos apenas, com 1 por pessoa)
1 dl de azeite


Num almofariz, desfazem-se os alhos, com os coentros e o sal.
Põe-se a água ao lume, com um pouco de sal, até ferver. Quando ferver, deitam-se os ovos lá dentro com mto cuidado, para não se desmancharem, e deixam-se escalfar (3/4 minutos)

Numa terrina funda, deita-se a mistura dos coentros e alhos, e rega-se com o azeite.
De seguida, mistura-se a água onde os ovos foram cozinhados, mas certificando-se que está ainda a ferver, ou plo menos, muito quente.

Corta-se um pão alentejano aos pedacinhos e em cada prato, dispõe-se o pão, em cima deste, um ovo, e por fim, rega-se tudo com bastante caldo.

Está pronta a comer.

Bom apetite!

Opção: pode cozer-se bacalhau na água, e servir esta sopa, com bacalhau tambem.
cozinhado por Tia Rute tia rute às 02:15

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (12) | favorito
Quarta-feira, 11 de Maio de 2005

Migas com entrecosto

migas.JPG


Ora então cá está um dos mais típicos pratos alentejanos.
Hoje deixo ficar aqui a receita das migas de pão, as mais vulgares.
Brevemente, postarei a receita das migas de batata, e de espargos, muito apreciadas também.

Mais uma vez, não consigo deixar quantidades exactas para determinado numero de pessoas, porque este, é mais um dos pratos que faço a "olho". Mas ainda assim, vou tentar quantidades aproximadas para 6 pessoas.

1,5 kg de entrecosto
2 pães do alentejo (de kilo)
10 dentes de alho
2 folhas de louro
3 colheres de sopa de calda de pimentão
5 colheres de sopa de banha
1 dl de azeite

A 1ª coisa a fazer, é temperar a carne com a calda de pimentão, e 5 dentes de alho picado.
Deixa-se ficar a carne a tomar gosto, durante umas 2 horas (não leva sal, porque normalmente, a calda de pimentão, já tem bastante).

Frita-se a carne, com a banha, tendo o cuidado de adicionar a folha de louro.

Quando a carne estiver frita, retiram-se os pedaços, e reserva-se um pouco do molho da fritura( pingo).

De seguida, retira-se todo o miolo dos pães, e demolha-se em água, o tempo suficiente, para ficar mole.
Espreme-se bem o pão, retirando o máximo de água possível.

Numa frigideira de ferro ( preferencialmente) deita-se o azeite, os restantes alhos cortados ao meio, a folha de louro, e umas 5 colheres de sopa do pingo da carne.

Quando os alhos estiverem fritos, mistura-se o pão molhado. Tempera-se com sal e pimenta, e mexe-se mto bem. Vai-se dando voltas ao pão, até este começar a ligar mto bem, e a formar uma bola compacta.

Retira-se do lume, quando o pão, começar a apresentar uma cor dourada, e quando estiver totalmente ligado, e despegado da frigideira. As migas aí estão, prontinhas!

Dispõem-se as migas numa travessa, e rodeiam-se com a carne.

Está pronto a servir.
Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 21:29

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (4) | favorito
Segunda-feira, 9 de Maio de 2005

Sopa de tomate com ovos

tomate.JPG


Esta sopa, no alenejo, normalmente é denominada por açorda de tomate.
Aqui na zona de Lisboa, dão-lhe o nome de sopa.

É uma refeição ligeira, muito saborosa, e excelente no verão.

Receita para 6 pessoas:

6 ovos
6 tomates maduros
2 cebolas
6 dentes de alho
1 folha de louro
1 dl de azeite
sal e pimenta
6 fatias de pão alentejano
água


Tira-se a pele aos tomates, cortam-se em rodelas muito fininhas, e reservam-se.

Pica-se a cebola e os alhos, para dentro de uma panela, junta-se o tomate, a folha de louro, e o azeite.

Deixa-se que o tomate cozinhe um pouco, durante uns 10 minutos.

Depois, acrescenta-se cerca de 1lt de água, tempera-se com o sal e a pimenta, e deixa-se ferver uns 5 minutos. Findo este tempo, adicionam-se os ovos, com muito cuidado, para não se desmancharem.

Quando os ovos estiverem escalfados no tomate, a sopa está feita.

Em cada prato, dispõe-se uma fatia de pão cortada aos quadrados, e 1 ovo escalfado por cima. Rega-se depois, com o caldo do tomate, e está pronta a comer.

Se achar que tem pouco caldo, pode acrescentar mais um pouco de água, deixar levantar fervura, e servir.

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 20:04

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (7) | favorito

Omeleta de espargos bravos




Uma receita deliciosa,e muito fácil de fazer.
Os espargos bravos não abundam, é certo, mas creio que nesta altura do ano, nem são assim tão difíceis de arranjar.

1 molho de espargos bravos
8 ovos
2 fatias de pão alentejano, duro
5 dentes de alho
1 dl de azeite
sal


Arranjam-se os espargos, cortando-os em rodelinhas, até se atingir, no talo do espargo, a zona, em que começa a ser difícil, meter a faca. Assim, que se sente que custa a cortar, deita-se fora, e começa a arranjar-se outro espargo.
Quando estão cortados, lavam-se e reservam-se.

Numa frigideira, picam-se os alhos, e fritam-se um pouco com o azeite.
De seguida, juntam-se os espargos, mexem-se e deixam-se fritar com os alhos, durante uns 7 minutos.

Depois, esfarela-se o pão, e mistura-se mto bem, com os espargos. Dá-se umas voltas com uma colher de pau, e acrescentam-se os ovos batidos, e temperados de sal.

Tanto se pode fazer omeleta, como mexer simplesmente, todos os ingredientes.

Servir , acompanhado com uma boa salada de tomate.
cozinhado por Tia Rute tia rute às 19:43

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (5) | favorito

Gastronomia alentejana



( vista para o castelo de Mourão/ Alentejo)

Ontem, em conversa com uma amiga, entre outras coisas, falamos do "nosso" alentejo.
Como não poderia deixar de ser, falamos da sua gastronomia.

E assim sendo, tive uma ideia: esta semana, só vou postar aqui, receitas oriundas daquela região.

Como a variedade de pratos é bastante, estou em crer, que vou ter receitas para toda a semana! E sendo assim, acabo por instituir aqui, na minha cozinha, a Semana do Alentejo.

Espero que gostem!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 19:26

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (2) | favorito
Sexta-feira, 6 de Maio de 2005

Favas guisadas à alentejana

favas.bmp



E porque estamos no tempo da fava, aqui vai uma receita deliciosa de favas à moda do alentejo.

Receita para 6 pessoas:

1,5 kg de favas descascadas
1 chouriço de boa qualidade
1 kg de entrecosto aos bocadinhos
1 morcela
1 cebola grande
4 dentes de alho
1 ramo grande de coentros
1 dl de azeite
1 copo de vinho branco
1 colher de sobremesa de colorau
1 colher de sopa de tomate
sal q.b.

Num tacho, põe-se a cebola, metade dos coentros, o azeite e o alho a refogar ligeiramente.
De seguida, junta-se o entrecosto, e 1/3 do chouriço , para refogar um pouco. Depois, junta-se o tomate, o colorau, o vinho branco, e tempera-se de sal.
Tapa-se o tacho, e deixa-se estar uns 15 minutos.

Finalmente, juntam-se as favas e a morcela, e acrescenta-se o caldo (com um pouco de água) de maneira a que fiquem cobertas, mas sem ser em excesso. Põe-se por cima das favas, o resto do chouriço, inteiro (não seca tanto enquanto cozinha).

Tapa-se o tacho, e deixa-se cozinhar em lume brando, o tempo necessário para que as favas fiquem tenrinhas. Se for na panela de pressão, este tempo, não ultrapassará os 20 minutos.

Assim, que estiverem cozidas, apaga-se o lume, e polvilham-se com o resto dos coentros picados.
Corta-se a morcela e o chouriço às rodelas, e está pronto a servir.

Bom apetite!
cozinhado por Tia Rute tia rute às 04:27

link do post | Prove um bocadinho | quem se babou? (11) | favorito

.mais sobre mim

.Debicar neste blog

 

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.gulodices recentes

. Ameijoas à Bulhão Pato

. Esparguete com gambas

. Arroz

. Feijoada à transmontana (...

. Sobremesa de maçã

. Feijoada de marisco

. Tomates recheados

. Bacalhau saloio

. Manjar de príncipe

. Encharcada ou charcada

.Arcas frigoríficas

. Março 2008

. Agosto 2006

. Abril 2006

. Janeiro 2006

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds